O estresse da mãe de autista


O nível de estresse em mães de autistas pode ser comparado ao estresse crônico apresentado por soldados combatentes, segundo estudo feito com famílias norte-americanas e divulgado no Journal of Autism and Developmental Disorders.

Ao longo do dia, elas podem experimentar duas vezes mais probabilidades de estarem cansadas e 3 vezes mais chances de passarem por um evento estressante. Segundo os responsáveis pelo estudo, é desconhecido a longo prazo sobre a saúde física dessas mães, já que o elevado estresse pode afetar o nível de glicose, o funcionamento do sistema imunológico e a atividade mental.

O estresse da mãe de autista
Pra todos verem: Na imagem em preto e branco, fundo todo preto, uma mulher branca com cabelos pretos, liso e longo, camisa de manga comprida está com a cabeça baixa e mão direita a frente do rosto aparentando estar cansada. Os dizeres com as letras maiúsculas na cor branca: O estresse da mãe do autista. Na parte de baixo o logo do blog: um cérebro colorido (cores: azul claro e escuro, verde, azul escuro e claro), com algumas cores vazando para o lado direito, e os dizeres AtipicaMente Autista.

Isso se deve pelo estado constante de alerta:


-Alerta para interpretar o filho sem que haja necessariamente uma emissão verbal,
-Alerta para evitar possíveis crises ou lidar com elas;
-Alerta para uma seletividade alimentar e necessidade nutricional do filho;
-Alerta para compreender alguma dor ou incômodo, já que muitos não comunicam sintomas, apenas mudam o comportamento;
-Alerta para o resultado das terapias, além da logística;
-Alerta para o treino de toalete, pois grande parte precisa de fraldas;
-Alerta para bombardeios sensoriais em lugares públicos;
-Alerta para as regras sociais, como não tirar a roupa em público simplesmente porque estão com calor ou pegar a batata da mesa ao lado quando estão com fome.

Isso sem contar os inúmeros esforços, leva pra terapia, pra escola, para atividades extra-curriculares afim de estimular a socialização, as adaptações e estimulações feitas em casa com o intuito de auxiliar no desenvolvimento da criança.

Por isso é importante que a mãe, ou cuidador, tenha suporte profissional para poder administrar o seu dia a dia, e lidar com todas essas situações de maneira que possa desfrutar de uma vida mais saudável. 

O cuidador também precisa ser cuidado, lembre-se sempre disso. 

Fontes de pesquisa: 

      Mãe de autista: pesquisa diz que o cansaço é equivalente a um soldado em batalha


      O stress da mãe que tem um filho com autismo


Comente sobre

Postagem Anterior Próxima Postagem